PREPPARA - PROGRAMA DE REVISÃO EXTERNA POR PARES APLICADO À RADIOTERAPIA

Introdução e motivações

 

A radioterapia é uma modalidade de tratamento com radiação ionizante e consiste de uma sequência de etapas inter-relacionadas, que são realizadas por uma equipe especializada multidisciplinar utilizando sistemas e equipamentos de alta tecnologia. Esses diversos componentes e suas interações caracterizam a radioterapia como um sistema de alta complexidade, e a segurança e precisão dos tratamentos realizados dependem de um programa abrangente de garantia da qualidade.

 

Os protocolos internacionais de qualidade e segurança em radioterapia sugerem diversos itens que devem ser contemplados nesses programas, dentre eles, a participação em auditorias externas (Halvorsen et al., 2005). Além disso, a norma 6.10 da CNEN (2014) exige que todos os departamentos de radioterapia no Brasil submetam-se a auditorias externas a cada dois anos.

 

As Auditorias Externas não devem ser vistas como inspeções, mas como uma oportunidade de se obter uma revisão independente das práticas. Uma visão externa e independente muitas vezes é mais apta a identificar deslizes e equívocos que as pessoas inseridas nos processos podem estar cometendo [Ramussen et al]. Compartilhar ideias com pessoas que vivenciam realidades diferentes também é uma ótima maneira de repensar e melhorar as ações.

 

Relatórios de auditorias externas realizadas no mundo demonstram que, mesmo instituições renomadas e confiantes em suas ações, apresentam erros graves      [Ibbot et al, 2006]. Porém esses mesmos relatórios também demonstram que os resultados melhoram com a participação nessas auditorias [Ibbot el al, 2015].

 

Um programa abrangente de auditoria deve contemplar revisão da estrutura do departamento, dos processos realizados e da acurácia dos equipamentos de planejamento e tratamento.

 

 

O “PREPPARA”

 

Com base nessas motivações, o Grupo RTCON desenvolveu o PREPPARA (“Programa de Revisão Externa Por Pares Aplicada à Radioterapia”), um serviço para revisão independente (equivalente a uma auditoria externa) a ser realizado em departamentos de radioterapia pelos físicos médicos da RTCON.

 

Os objetivos do PREPPARA são:

  • Possibilitar uma troca de experiências profissionais e críticas produtivas entre colegas;

  • Verificar conformidades com as exigências normativas, principalmente CNEN e ANVISA;

  • Analisar criticamente as práticas e os processos (com foco em aspectos de qualidade e segurança);

  • Avaliar o desempenho de itens críticos dos equipamentos para garantir a acurácia na entrega de dose aos pacientes.

 

É importante salientar que, apesar do PREPPARA estar baseado em metodologias de auditoria externa e cumprir essa função, nosso grupo prefere nomear o serviço de “Revisão Externa”, para enfatizar o caráter colaborativo e horizontal do programa. Além disso, apesar do grupo que realiza a revisão ser composto por especialistas certificados em suas áreas, a relação entre revisores e revisados é encarada de maneira horizontal e não há intenção de se estabelecer uma relação de superioridade entre os grupos. O valor do programa está na independência dos profissionais e na promoção de uma visão crítica externa ao departamento de radioterapia revisado.

 

Plano da Revisão

 

O PREPPARA foi elaborado seguindo recomendações internacionais, tais como, o relatório 103 da Associação Americana de Físicos em Medicina (AAPM), que sugere um escopo de atividades para revisão por pares entre físicos médicos (Halvorsen et al., 2005) e o documento da Agência Internacional de Energia Atômica (IAEA), que descreve as atividades do QUATRO, programa de auditoria abrangente aplicado às práticas da Radioterapia (IAEA, 2007). As interpretações das avaliações efetuadas são comparadas com normas aplicadas à Radioterapia e padrões de boas práticas clínicas.

 

A fase inicial é chamada de “Pré-Revisão” e consiste no envio de um formulário a ser preenchido pelo responsável da instituição. Nesse formulário, também consta a lista de documentos que devem ser separados previamente para o dia da visita dos revisores, de forma a otimizar as atividades durante a revisão.

 

A segunda fase contempla a visita dos auditores no departamento de radioterapia e está dividida em três etapas:

   1. Estrutura

Verificação das documentações relacionadas ao serviço de radioproteção e alguns aspectos estruturais do departamento de radioterapia.

 

   2. Processos

Visitas aos locais de realização de algumas etapas do processo da radioterapia (simulação, planejamento e tratamento), com objetivo de realizar observação crítica das práticas e de alguns elementos estruturais.

 

   3. Equipamentos

Realização de alguns testes no equipamento de tratamento e comparação com resultados do sistema de planejamento. Os equipamentos utilizados nestes testes são fornecidos pela RTCON de maneira a tornar o processo de verificação totalmente independente.

 

A previsão de duração da visita é de um dia, sendo que no início haverá uma reunião de abertura, com intuito de estabelecer uma comunicação efetiva com os envolvidos, e uma  reunião de fechamento, com objetivo de fornecer uma breve discussão dos resultados da revisão.

 

A terceira e última fase consiste na elaboração de um relatório final completo descrevendo todos os itens verificados, os resultados e recomendações feitas pelo grupo de revisores (caso seja necessário).

© 2020 RTCON Consultoria em Radioterapia - Todos os direitos reservados.